(Reblogged from a-little-tenderness)
(Reblogged from adapt--or--die)
A primeira lição está dada: o amor é omnipresente. Agora a segunda: mas é imprevisível. Jamais esperes ouvir “eu amo-te” num jantar à luz das velas, no dia dos namorados. Ou receber flores logo após o primeiro momento mais intimo. O amor odeia clichês. Vais ouvir “eu amo-te” numa terça-feira, às quatro da tarde, depois de uma discussão, e as flores vão chegar no dia que tirares a carta de condução, depois de aprovado no teste. Idealizar é sofrer. Amar é surpreender.
desconhecido (via sorrisos-a-meias)

(Source: )

(Reblogged from faca-you)
(Reblogged from faca-you)
(Reblogged from the-perks-of-being-a-loner)
Sentimentos verdadeiros são aqueles que começam por acaso.
Segredos e sonhos  (via entre-seus-rins)

(Source: segredos-e-sonhos)

(Reblogged from meio-limao)
(Reblogged from love-for-soul)

(Source: chaverdecomlimao)

(Reblogged from adapt--or--die)